NOTÍCIAS  /  NOTÍCIAS  /  Sto Aleixo: Medidas de fomento de coelho-bravo
NOTÍCIAS
Sto Aleixo: Medidas de fomento de coelho-bravo
2018-09-23

Através da parceria estabelecida com a Junta da União de Freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração, proprietária e gestora de caça de uma propriedade nesta freguesia, o LIFE Imperial iniciou a implementação de medidas de gestão concreta para fomento do coelho-bravo na ZPE de Mourão/Moura/Barrancos.

 

A redução dos efetivos populacionais das presas da águia-imperial, em particular do coelho-bravo, do qual está fortemente dependente, condiciona diretamente a distribuição da espécie, limitando as possibilidades de escolha do habitat de alimentação. Para além disso, o sucesso reprodutor dos casais é também afetado pela dificuldade em se alimentarem devidamente e em alimentar as crias, levando à ocorrência de casos de cainísmo (quando a cria mais velha ataca a(s) cria(s) mais nova(s) devido à escassez de alimento) ou de morte de crias por inanição. Em situações mais extremas, os casais podem mesmo não se reproduzir e mesmo abandonar os territórios.


Neste sentido, atendendo à escassez de coelho-bravo em zonas abrangidas por um dos territórios de águia-imperial na ZPE de Mourão/Moura/Barrancos e cujo casal tem apresentado um reduzido sucesso reprodutor, o LIFE Imperial, em parceria com a UF de Safara e Sto. Aleixo da Restauração, iniciou a implementação de medidas de fomento desta presa numa das propriedades desta Junta, através da construção de uma unidade de fixação de coelho.

Esta estrutura é composta por vários marouços que providenciarão abrigo e proteção contra predadores e por sementeiras para disponibilizar alimento, foi construída nas proximidades de um ponto de água e será sujeita a restrições de caça no 1º ano. A unidade de fixação pretende ser um local que permita o alargamento da área de distribuição dos coelhos, por colonização natural através das áreas adjacentes onde ainda ocorre, e que possibilite o aumento da sua sobrevivência aos restantes predadores, facilitando assim a criação de núcleos de maior densidade desta presa.


Os trabalhos continuarão nas próximas semanas, nomeadamente a realização da sementeira na época mais adequada.

Implementação de medidas de gestão em Sto. Aleixo