Início  /  PROJETO  /  AÇÕES  /  AÇÕES DE CONSERVAÇÃO E MONITORIZAÇÃO
AÇÕES CONCRETAS DE CONSERVAÇÃO E MONITORIZAÇÃO

Estas Ações têm como objetivo a melhoria direta do estatuto de conservação da espécie-alvo e do seu habitat. O seu impacto é monitorizado e avaliado durante o Projeto através de Ações de monitorização específicas. As Ações de conservação foram planeadas com o apoio da informação recolhida nas Ações preparatórias e pretendem dar resposta às principais ameaças à espécie. Entre as Ações de conservação destacam-se o melhoramento das condições de nidificação, a gestão favorável para a espécie, a vigilância de ninhos, a correção de apoios de linhas elétricas ou o despiste de caso de envenenamento na natureza. Algumas destas Ações são acompanhadas de Ações de monitorização que aferem o sucesso da implementação das Ações Concretas de Conservação.



Melhoramento das condições de nidificação

Esta Ação prevê a construção de ninhos artificiais em locais seguros, bem como o reforço de ninhos já existentes na natureza, mas que se encontram instáveis ou caídos. Inclui ainda a colocação de rede de proteção em torno das árvores dos ninhos localizados em pinheiros e em zonas de caça dirigidas à caça maior, designadamente de veado. A monitorização dos resultados desta Ação decorrerá no âmbito da correspondente Ação D1.



Promoção de gestão favorável para a conservação de águia-imperial 

Esta Ação visa a implementação de uma série de medidas demonstrativas de boas práticas para a gestão cinegética, agrícola e florestal favoráveis à nidificação da águia-imperial-ibérica em áreas-piloto inseridas em territórios da espécie, com o objetivo de demonstrar e incentivar os princípios simples de uma boa gestão ambiental, que deverão conduzir a práticas adequadas e sustentáveis. A monitorização dos resultados desta Ação decorrerá no âmbito da Ação D2.



Controlo e vigilância de ameaças em ninhos

Com esta Ação pretende-se cumprir os objetivos de controlo e vigilância de ameaças junto dos ninhos e dos territórios de alimentação situados em zonas particularmente sensíveis. Para isso, e tal como previsto, está ser feita a vigilância dos territórios e dos ninhos classificados como mais sensíveis a diferentes ameaças, e o acompanhamento das atividades humanas realizadas nas suas imediações ou em outros locais relevantes.



Despiste de casos de envenenamento na natureza

Com esta Ação, o Beneficiário GNR irá realizar patrulhas regulares para despiste de casos de envenenamento em territórios de águia-imperial recorrendo à Capacidade Cinotécnica criada na Ação A8. A este patrulhamento intensivo no terreno está associada a capacidade de promover o competente procedimento legal e espera-se criar um efeito preventivo e dissuasor decorrente desta presença. Serão adquiridos ou reequipados os kits de recolha de amostras de venenos e custódia de prova para fins de processo criminal. Pretende-se também efetuar as análises toxicológicas essenciais para despiste de casos de envenenamento. Será ainda realizada uma recolha e tratamento de dados para determinar a dimensão exata do uso de venenos na área do Projeto, tentar inferir as causas e motivações, definir áreas de risco e investigar o impacto do uso de venenos nas espécies selvagens locais, em particular na águia-imperial.



Aplicação de protocolos para alimentação suplementar

Esta Ação consiste em implementar, em coordenação com a Ação C3, um protocolo de alimentação suplementar em casais que requeiram um aporte suplementar de recursos tróficos. A monitorização dos resultados desta Ação decorrerá no âmbito da correspondente Ação D3.



Minimização do impacte de linhas elétricas na águia-imperial

Esta Ação pretende minimizar o impacte das linhas de transporte de energia de média tensão, nomeadamente a eletrocussão em apoios, através da correção de apoios com tipologia perigosa e que representam uma das principais causas de mortalidade da águia-imperial. A monitorização dos resultados desta Ação decorrerá no âmbito da correspondente Ação D4.



Monitorização da população de águia-imperial

Esta Ação pretende monitorizar a população de águia-imperial. A avaliação do sucesso de implementação das ações de gestão está estreitamente associada à monitorização da população nacional e à monitorização do uso de áreas de assentamento e dispersão de águia-imperial. Esta Ação inclui, para além da monitorização da população, atividades como o contacto com proprietários, a promoção da receção de observações pela comunidade de observadores, marcação das crias e recolha e compilação de informação resultante da monitorização.



Monitorização do impacte socioeconómico do Projeto

A finalidade desta monitorização é fazer uma avaliação das várias Ações do Projeto e tentar verificar o seu impacto na região, social e economicamente. Esta análise permite-nos ter uma ideia objetiva de como o Projeto LIFE Imperial pode criar valor acrescentado na região, ilustrando o valor de cada uma das Ações e, em geral, demonstrando como a concretização do LIFE Imperial terá impacto na riqueza e valor acrescentado à área.