NOTÍCIAS  /  NOTÍCIAS  /  Campanha de sensibilização contra o uso ilegal de veneno
NOTÍCIAS
Campanha de sensibilização contra o uso ilegal de veneno
2019-06-13

Almodôvar juntou-se contra o uso ilegal de veneno numa campanha de sensibilização pelas ruas.

 

No passado dia 5 de junho, Dia Mundial do Ambiente, a comunidade educativa de Almodôvar juntou-se numa campanha de sensibilização pelas ruas contra o uso ilegal de veneno.


Foram os alunos da Escola Básica de 1º ciclo de Almodôvar que elaboraram vários folhetos alusivos aos perigos associados ao uso ilegal de venenos na natureza para depois poderem distribuí-los ao longo do dia, pelas ruas de Almodôvar. Os locais visitados, escolhidos pelos próprios alunos, tinham como objetivo abranger o maior número de pessoas possível, por isso, visitaram o Mercado Municipal e a Câmara Municipal na parte da manhã e as ruas com mais comércio dentro desta localidade na parte da tarde.


Sensíveis à causa, os alunos abordaram as pessoas de forma muito simpática para lhes explicarem o motivo da campanha e o propósito desta efemérida dedicada ao ambiente, sempre acompanhados pelos técnicos do projeto LIFE Imperial e de um militar da GNR/SEPNA.

 


O envenenamento é atualmente uma das maiores ameaças às espécies que se alimentam de cadáveres mesmo que apenas o façam ocasionalmente, como é o caso da águia-imperial-ibérica. Esta prática ilegal afeta também animais domésticos, podendo mesmo afetar seres humanos, e constitui um problema de saúde pública. O uso de venenos está muitas vezes associado às atividades cinegéticas e agropecuárias, decorrente do controlo ilegal de predadores silvestres ou de cães assilvestrados, e a conflitos entre pessoas.


Esta é uma das principais causas de mortalidade não natural da águia-imperial em Espanha. Em Portugal, foram já confirmados dois casos de envenenamento, em 2013 (episódio que afetou 3 indivíduos) e 2015 (1 indivíduo), e existem ainda outros casos onde se suspeita que esta também tenha sido a causa de morte. Em 2016 foram detetados 4 casos de possível envenenamento de águia-imperial, todos eles na região do Baixo Alentejo. Um deles correspondeu ao 3º maior caso de envenenamento de aves selvagens, envolvendo uma águia-imperial, 13 milhafres-reais e uma raposa (em novembro de 2016, em Castro Verde). Em 2017, foram detetadas, também nesta região, mais duas águias-imperiais com suspeita de envenenamento.


A campanha de sensibilização contra o uso ilegal de venenos terminou no final da tarde com uma demonstração de uma das equipas cinotécnica da GNR para a deteção de veneno, no jardim dos Bombeiros, aberta a toda a população local. Aqui foi possível observar como o Yellow e a Susy, cães desta equipa cinotécnica, fazem as patrulhas para despiste de casos de envenenamento em territórios de águia-imperial.   


Esta ação de sensibilização para o público em geral contou com o apoio do Município de Almodôvar, da GNR/SEPNA, do GNR/GIC e com o Departamento do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas de Almodôvar.

Campanha de sensibilização em Almodôvar